Antropologia

divagações

Pensamentos tecidos em confusões medíocres e exacerbadas disturbando uma mente que preza pela sanidade.

Questiono o exagero do meu próprio núcleo, gritando pela minimidade do que realmente é e transformando os quarks dos meus erros em um universo inteiro.

E me indago e ainda sem conclusões, em que ponto houve a tênue diferença do meu olhar. O pequeno se metamorfisou em algo tão grande que me engoliu… Não me reconheço.

Aceitar dói, negar dói. Se penso logo existo, seria eu cem por cento incógnita? No fim, acabo no meio do ser ou não ser.

Deixe sua opinião :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s