Poetizar

poetizar

Tento ser poeta, mas o que me resta das incansáveis tentativas é vomitar sentimentos e aflições para fora e tentar embelezar o interior – que eu costumava esconder até de mim mesma – com palavras que tentem descomplicar um pouco a parte mais complicada de mim: a mente.

Tento ser Vinicius, tento ser Pablo e invento de ser Clarice. Tento ser um pouco de tudo e mesmo assim continuar sendo o mesmo eu lírico de sempre.

Distribuo várias eus por ai e tento em uma delas encontrar as respostas para os meus questionamentos.

Freud explica?

Acho que nem ele.

Deixe sua opinião :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s