ESPECIAL: Animais de estimação parte III

aaame

Overdose de fofura por fazer esse post! Já está na reta final… a próxima semana irei falar tudo sobre adoção, onde achar os lugares e muito mais! <3! É claro que a gente ama bichos, inclusive cachorro e gatos, mas eles não são os únicos, né? Existe muuuuitas outras oportunidades no mercado, com o mesmo grau de fofura e bem menos de cuidados e preocupação. Selecionei vários tipos, e vocês me dizem os preferidos, hein? Eu não coloquei peixe pelo fato de achar os bichinhos mais sem interação do mundo.



♥  Calopsita

Calopsita

Pró: As Calopsitas são pássaros muito ativos, brincalhões, inteligentes e sentem a necessidade de interagir com seus donos, fora ou dentro de suas instalações. Realmente a Calopsita é muito especial! Seu jeito curioso e amigável, sua inteligência, deixam-nos encantados! A facilidade em reproduzir sons, assobiar, imitar palavras, e de ser domesticada, faz com que, cada vez mais, pessoas busquem nesse pássaro um animal de estimação!

Contra: É fundamental que elas recebam toda a atenção necessária ou, caso contrário, podem apresentar comportamento agressivo. Essas aves fazem, por natureza, bastante barulho. Ao contrário do que fazemos com cães e gatos, não podemos impedir uma calopsita de procriar, pois ela sente necessidade de se relacionar sexualmente, apesar de que, depois de mansas, esse tornar-se um processo mais raro. Em muitos casos, pode até mesmo fazer a postura de ovos sem a presença de um parceiro.



 Jabuti

jabuti

Pró: Ele é um bicho pré-histórico, quieto, porém muito dócil que se adapta à vida moderna. Rústicos e resistentes, os jabutis somam mais de 40 espécies em todo o mundo. Sua vida é levada com vagar. Adora ser afagado e todas as suas tarefas são demoradas. Cortar um grande pedaço de comida, cavar um bom buraco para enfiar a cabeça pode levar um bom tempo. Fácil de criar, o jabuti pode ser mantido no quintal ou no terrário.O que não é opcional é a iluminação… ele precisa de luz solar direta todos os dias.

Contra: Se você cogita ter um bicho desses em casa, precisa conhecer os cuidados que ele requer para viver com muita saúde até… 80 anos.



 Hamster

hamster

Pró: Hamster é uma ótima escolha para quem não tem muito tempo para cuidar de animais mais complicados. Se você fizer o Hamster se acostumar com você, eles vão ser os seres mais calmos do mundo. Você poderá fazer o que quiser com ele. As principais espécies que são criadas como animais domésticos são o Anão Russo e o Sírio. A primeira espécie apresenta o corpo peludo que traz alergia, e a pelagem de listras pretas e brancas. O Sírio tem corpo alongado e a pelagem de cores variadas, branco, preto ou amarelo (marrom claro).

Contra:  Por serem muito curiosos vão entrando em qualquer buraco ou algo novo que vê pela frente, portanto, cuidado com os objetos que você deixa perto deles. Por instinto às vezes eles podem morder ao se sentirem ameaçados.



Coelho

coelho

Pró: Apesar de o orelhudo não assumir o mesmo comportamento de um cão ou de um gato, por ter um nível de inteligência inferior, possui uma ‘personalidade’ própria. Isso quer dizer que o temperamento varia de um coelho para outro – embora alguns deles sejam mais sociáveis e respondam bem a um condicionamento por meio de reforços positivos a determinadas ações como, por exemplo, fazer suas necessidades no local estipulado pelo dono ou ir até a gaiola e lá encontrar uma guloseima.

Contra: Macho e fêmea só devem ficar juntos se o dono quiser que reproduzam. Caso contrário, o casal tentará acasalar o tempo todo ou ainda brigar. Ao deixar o animal solto, fique atento para que ele não roa objetos ou plantas. Nunca carregue o bichinho pelas orelhas, para não causar distensões ou fraturas.



 Furão

furao

Pró: O furão gosta de brincar com o dono, puxando pedaços de pano, como em um cabo de guerra. Mas, depois de brincar, tira longas sonecas. Os furões domésticos são bastante divertidos e sociáveis, seja connosco ou com outros furões, e não costumam perder essas características com o envelhecer. Em comparação com o gato e com o cão, os furões domésticos são ligeiramente mais pequenos que o gato, e parecem ser mais espertos do que este e do que o cão, mas dão mais trabalho que estes dois juntos.

Contra: O furão apronta o tempo todo: sobe em móveis, entra em canos, escala cortinas e investiga até tomadas. É preciso ficar de olho nele para evitar que se machuque. Mas nem tudo são boas notícias. Os furões domésticos são animais que requerem muita atenção, cuidados e treino. A sua manutenção envolve algum investimento monetário, e a casa necessita de estar preparada para eles.

Deixe sua opinião :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s