Persistir no que dá errado

Acho que vivo no mundo da lua! Arranjo inspiração, ou fico com vontade de escrever por cada motivo. Tem uma borboleta, ou um bichinho de luz – sou cegueta – que tá a mais de meia hora batendo no teto, para tentar sair daqui. E qual o intuito de eu falar isso? É porque ele me fez lembrar de como persistimos em coisa errada.

É incrível a capacidade que eu tenho de persistir em um erro. Prometo para mim mesma nunca mais repeti-lo, mas na primeira oportunidade lá estou eu errando. E o pior: Sabendo que tô fazendo a coisa errada. É difícil achar força para lutar contra nossos instintos. E isso vale para tudo: Desde um probleminha para estudar até um amor não correspondido.

Ás vezes parar, e pensar no que estamos errando muda completamente o rumo do desfecho que o problema iria levar caso fossemos impulsivas. Impulsividade só é bom em alguns momentos…  É muito difícil enxergar um problema quando estamos envolvidos, por isso que eu gosto de reservar dez minutos do meu dia, para sentar, fechar os olhos e tentar criar soluções.

Não precisamos ter todas as respostas em nossa mão, mas sim busca-la. Ficar parada, sentada e reclamando é que não dá, né?!

Deixe sua opinião :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s