Ser ou não ser…

  … Eis a questão, já dizia Hamlet. Vivemos nessa constante pergunta, até hoje… principalmente na adolescência.

  É tão difícil expressar o que somos por inteiro, quando alguns conceitos são pré concebidos pelo nosso meio. Dizer o que se pensa é quase tão perigoso quanto ficar em meio a uma guerra. E não estamos em meio a uma ditadura militar, mas em meio a uma social, em que buscamos nos adaptar para fazer parte de algo. Existem diversas tribos por ai, mas até para fazer parte delas alguns gostos tem que ser pré definidos. E se algum não faz parte do que eles fazem apologia, a censura vai aparecer. Ou vai me dizer que os rockeiros aceitariam um amigo em seu grupo por ele a-m-a-r Luan Santana?

   As vezes temos que ser flexíveis para se adaptar a algo… Mudar um pouco o jeito de falar, ser mais simpática, paciente e por ai vai, é assim que é conviver em sociedade. Ser revoltada com todo mundo, e não aceitar nada de um jeito diferente do seu, não vai ser uma atitude de quem ter personalidade, e sim de quem é mimada. Mas se adaptar é uma coisa, mudar drasticamente é outra. Seja quem você é na essência. E lembre-se que não adianta nada todos gostarem do que você é, menos você (o que é mais importante).

Deixe sua opinião :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s