Eurotrip – 1º Dia

m_123456

Sobre o diário de bordo: Eu viajei durante 23 dias pela Europa, conhecendo alguns países e cidades. Amei muuuito a experiência, e as leitoras adoraram a ideia de descrever como foi tudinho, em detalhes. Espero que vocês gostem também…. Um pouco é do meu diário em que eu escrevi no dia, e um pouco são as dicas, e etc.

Nem preciso dizer o quão ansiosa estou, né? Viajar pela primeira vez para a Europa sempre foi meu sonho – até antes do que ir para Disney. Vivenciar mil culturas, línguas, hábitos e observar a pé-de-olho cada passo e mania para alguém que está começando a escrever me deixa muito animada. Mas o que não me deixa animada? Esse tempo de espera imenso. Fizemos escala em São Paulo e Salvador, e cá estamos na sala de embarque aguardando. Enquanto faço isso, algumas dicas de como se salvar em sala de espera, ou em vôos demorados (ou não).

• Para quem morre de preguiça (como eu) de carregar apoio para o pescoço pra lá e pra cá, te dou a solução: existem alguns no mercado infláveis que não fazem peso na mala! Seu pescoço e conforto agradecem.

• Eletrônicos = Vida. Não esqueça iPod, iPad, celular…

• Balinhas, chicletes são sempre bem vindos… Geralmente são servidas as refeições em três em três horas, e nada como algo para beliscar nesse meio tempo.

Eu morro de dor de cabeça com a luz individual do avião… Dói a vista. Caso seu vizinho a ligue, esteja sempre em mão as mascaras de dormir, aquelas almofadinhas e fofas. Eu sempre levo a minha comigo, e elas são uma gracinha: Os olhos são de cereja. <3

 Você conhece a tal da “Síndrome da classe econômica”? Não? Então fique atenta… Apesar do nome, pode acontecer em qualquer uma das classes em que você ficar. Ela acontece devido a permanência na posição sentada em vôos longos, e provoca acúmulo de líquidos nos membros inferiores e pode causar inchaço nas pernas e nos pés. Na pior das hipóteses, pode ocorrer trombose venosa profunda. Então já sabe né? Faça movimentos circulatórios com o pé sempre que lembrar, e dê uma voltinha corredor-banheiro sempre que der.

Ah, não esqueça de ver a programação de filmes. Sempre são os que acabaram de sair em cartaz nos cinemas, ou seja: Lançamentos! Assisti na minha volta para o Brasil “as vantagens de ser invisível” e amei.

Ah, esqueci de falar o destino né? Lisboa! Viajamos á meia noite e dez, e chegamos lá pelas dez, onze horas. Vale lembrar que o fuso horário no verão é de 4 horas no horário de Brasília. Sobre os vôos para Sp e Salvador? Nunca vi tanta turbulência na minha vida, quase pedi um para-quedas para saltar e não morrer de medo…! Mas cheguei vivinha da silva. Agora só enfrentar uma viagem inteira em cima do mar. Simbora morrer de medo.

Sobre o voo: Viajamos de Tap, atendimento ótimo, jogos e tv super tranquilos. Não teve turbulências (Jesus seja louvado), e o jantar foi uma delícia: Macarrão. Adeus pãozinho e amendoim da Tam e gol! O aeroporto de Lisboa é muito lindo, e o banheiro é uma gracinha: O piso é preto cheio de brilhinhos… Fomos recepcionados (fizemos transfer sempre) por um homem muito legal. Chegamos lá pelas três no hotel, conhecemos o jardim que era lindo, lindo e descansamos.

Sobre a cidade: Não conheci muito a cidade. Apenas o trajeto aeroporto – hotel. Mas nesse pouco tempo consegui ver o quão bonita é, e o rio Tejo. É o principal do país. Ele é lindo, e olhando assim, dá a impressão que é mar! Lisboa possui uma população de 547 631 habitantes, e na área metropolitana 2,9 milhões de habitantes. Ta ai um fato curioso sobre a maioria das cidades europeias: Elas não tem uma população imensa. Mas a quantidade de turista que perambula pra lá e pra cá dá a sensação – exageros a parte – que estamos na vinte e cinco de março sempre.

m_lisboa

Dica de restaurante: Aceitamos a recomendação do concierge: Casa de Linhares, e o que ele tinha de especial? Cantores de fado. Para quem não sabe o que é, é um estilo português, em que uma pessoa só canta, enquanto é acompanhada por uma viola portuguesa. Ele existe desde o seculo XIX, e é muito lindo. Geralmente as musicas são tristes, e a maioria das pessoas – principalmente a dramalhona aqui – chora. Tem vários videos dos fados  que são cantados lá no restaurante no youtube, escolhi meu favorito, e vou compartilhar com vocês:

Voltando sobre o restaurante: Ele era maravilhoso, existe desde 1755 e  chegou a albergar Camões (CAMÕES!!!!!!!!!!!!!!). Os garçons são um caso a parte: DEUSES GREGOS e super simpáticos. A taxa de espetáculo e consumo obrigatório são 10€ cada (em geral, após 22h30/23h). Comemos o bacalhau à Gomes Sá, e que delicia! O preço da refeição é cerca de 30€ o prato. E eu, meu pai, e minha mãe dividimos por três #vamosemagrecer. Ele fica Sé, Beco dos Armazéns do Linho, 1. 

m_casadelinhares

Vale lembrar que em  nos bairros de Alfama e no Bairro Alto se encontram aos montes restaurantes de fado, mas pesquisar sempre é bom: É comum ouvir críticas que o fado não é o de raiz e que o restaurante não procurou os cantores que cantam com emoção, e sim os que só visam lucro!

Bem, é isso! Vocês gostaram desse post? Diz ai no comentário se eu devo continuar. Bom final de semana!

4 comentários em “Eurotrip – 1º Dia”

Deixe sua opinião :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s